A viagem de 2014 nas rendibilidades foi rumo à América do Norte


Não há margens para dúvidas: o final de 2014 trouxe consigo a consagração do país do Tio Sam e, naturalmente, dos fundos de investimento nacionais que têm o seu universo de investimento focado nesta região.

A mais recente lista divulgada pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património (APFIPP), com dados de 2 janeiro, revela que da dezena de fundos mobiliários nacionais mais rentáveis no último ano,  metade pertence à categoria dos fundos de ações da América do Norte.

Top quatro: 4 fundos América do Norte, 4 casas diferentes

O vencedor do ano passado foi o BPI América – Categoria D. O fundo gerido pela BPI Gestão de Activos e a cargo de José Badalo, conseguiu no período o retorno anual mais “simpático”: 23,9%. Com 26,9 milhões de euros sob gestão, o produto, segundo o site da Morningstar, apresenta uma forte aposta, em termos sectoriais, a tecnologia, sendo a gigante Apple a empresa com maior expressão na carteira.

O segundo lugar do ranking é ocupado pelo Millennium Acções América, da Millennium Gestão de Activos. Também com uma rentabilidade anual acima dos 20% (21,2%), segundo os dados da Associação o volume de ativos sob gestão fica-se pelos 9 milhões de euros. As informações online da empresa de análise Morningstar salientam que no caso deste fundo o sector mais representativo é o dos serviços financeiros, mas, ainda assim, a Apple é igualmente o título a que o portfólio tem maior exposição.

No terceiro posto é a vez da Santander Asset Management figurar também ela com um fundo ações América do Norte: o Santander Acções América. O produto gerido por Diogo Pimentel, arrecada no ano 19,5% de ganhos e quase 30 milhões de euros de património gerido. Das cinco maiores posições da carteira identificam-se empresas como a Microsoft, a Johnson & Jonhson ou a Apple.

A fechar o quarteto dos fundos América do Norte mais rentáveis, há ainda lugar para um produto pertencente à Caixagest. Muito próximo do antecessor, o retorno anual do Caixagest Acções EUA situou-se nos 19%. Da lista dos 10 mais rentáveis é o fundo com maior volume sob gestão (79 milhões de euros) sendo a saúde o sector com maior peso no portfólio.

Confira a restante lista dos 10 fundos mobiliários nacionais mais rentáveis no último ano:

Fundo

Gestora

Rendibilidade anual

Volume sob gestão

(milhões de euros)

BPI América – Categoria D

BPI Gestão de Activos

23,9%

26,9

Millennium Acções América

Millennium Gestão de Activos

21,2%

9,0

Santander Acções América

Santander Asset Management

19,5%

29,2

Caixagest Acções EUA

Caixagest

19,0%

79,0

Millennium Global Equities Selection

Millennium Gestão de Activos

16,5%

14,5

Montepio Euro Healthcare

Montepio Gestão de activos

14,8%

10,7

Esp. Santo Acções América

GNB Gestão de Activos

14,6%

9,4

Banif Ásia

Banif Gestão de Activos

14,5%

2,6

Caixagest Ações Líderes Globais

Caixagest

13,3%

56,6

Montepio Euro Utilities

Montepio Gestão de Activos

12,6%

13,5

Fonte: APFIPP, 2 de janeiro de 2015
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos