Tags: Obrigações | Ações |

“A menor volatilidade poderá indicar que os investidores caíram na autocomplacência”


Que foco devemos adoptar quando se pretende entrar nos mercados accionistas?

Ninguém consegue negar que as acções estão a registar um bom comportamento, se bem que os ganhos recentes fizeram com que alguns indicadores convidem à precaução. “A volatilidade voltou a diminuir, o que poderá indicar que alguns investidores estão a cair na autocomplacência. Além disso o crescimento das receitas das empresas não manteve o ritmo de aumento dos preços das acções, o que significa que as valorizações são ligeiramente menos atractivas o que eram há uns meses atrás, embora estas estejam baratas comparativamente às obrigações e a posições em ‘cash’”, assegura Russ Koesterich, responsável de Estratégias de Investimento para a BlackRock e director global de investimentos na iShares.

“Contudo nada disto significa que o ‘rally’ tenha terminado. Na verdade, o que isto sugere é que os investidores deverão ser mais selectivos na hora de encontrar as potenciais oportunidades de investimento. Assim, defendemos aquelas áreas do mercado onde os fundamentais mantiveram um ritmo de recuperação mais amplo”. Koesterich detecta um particular atractivo nas valorizações de empresas de grande capitalização, face a empresas de dimensão reduzida, que na sua opinião apresentam cotações a níveis relativamente caros. “Este pode ser um bom momento para incorporar alguns ganhos e realocar o capital a segmentos de mercado que constituam mais convincentes”, sublinha.

Empresas

Próximos eventos