A íngreme ascensão dos fundos sectoriais


As estratégias nacionais que investem do outro lado do Atlântico já não mostram a resiliência do final de 2014 e início de 2015.  O ranking semanal elaborado pela APFIPP, com os 10 fundos mobiliários nacionais mais rentáveis nos últimos 12 meses, demonstra isso mesmo, e a “dança de cadeiras” entre os líderes tem sido evidente.

O BPI América (categoria denominada em euros), da BPI Gestão de Activos, esteve no lugar cimeiro deste ranking até à semana de 3 de julho, altura em que foi destronado pelo Caixagest Acções Japão, gerido pela Caixagest. A partir daí, semanalmente, o topo deste ranking elaborado pela Associação tem sofrido mudanças de liderança, num ‘vaivém’ de trocas entre ambos os produtos referidos.

A alteração mais efetiva aconteceu nas duas primeiras semanas de agosto. No final da semana de 7 e de 14 de agosto, os dois fundos mobiliários nacionais com melhores retornos nos últimos 12 meses são duas estratégias sectoriais e pertencentes à mesma casa: o Montepio Euro Telcos e o Montepio Euro Healthcare, da Montepio Gestão de Activos.

As últimas informações da APFIPP indicam que o Montepio Euro Telcos na semana de 14 agosto conseguiu uma rentabilidade anual de 27,9%, superando o 'colega' Montepio Euro Healthcare que no período arrecada uma rentabilidade de 26,2%.

Esta ascensão, tanto do fundo que investe em empresas tecnológicas, como do que investe em títulos do sector da saúde, coaduna-se igualmente com uma maior preferência que os investidores têm demonstrado perante as estratégias sectoriais, pelo menos ao nível dos fundos estrangeiros. Recorde-se que no mês de julho, nas plataformas nacionais que comercializam fundos de investimento estrangeiros, os produtos sectoriais estiveram entre os mais apetecidos.  Precisamente a tecnologia, sector onde investe o agora fundo líder desta análise, é tida como uma área de investimento bastante promissora para os próximos meses, como referenciava recentemente a Deutsche AWM, numa lista com as ideias a ter em conta nos próximos 12 meses.

O antigo líder passa para posição três

O fundo gerido por José Caras-Altas Badalo, da BPI Gestão de Activos e líder de rentabilidades em 2014, é agora o terceiro produto deste ranking, conseguindo no final da semana de 14 de agosto 25,2% de ganhos nos últimos 12 meses. O destino de investimento do BPI América é claramente um dos que reserva mais desafios para os próximos meses, especialmente quando o tema é política monetária. Era precisamente esta ideia, a que o profissional relatava muito recentemente à Funds People, quando referiu que “a subida das taxas de referência americanas, tem vindo a ser antecipada pelo mercado ao longo dos últimos semestres, sendo que já em 2014 se apontava para que a mesma pudesse ocorrer antes de Setembro”. Na gestão do produto, e antecipando esse cenário, José Badalo conta que continuam a apostar “numa carteira com empresas capazes de gerar cash-flow, baixa alavancagem e boas perspectivas de crescimento de EPS e receitas para os próximos 12 meses”, mas também “em empresas com dividend yield elevado”.

América declina ligeiramente

Na lista dos 10 fundos mobiliários mais rentáveis nos últimos 12 meses, continuam a constar produtos que investem, igualmente, no mercado norte-americano, muito embora a sua performance tenha baixado ligeiramente, e estes fundos tenham caído na classificação (ver tabela abaixo). O Caixagest Acções EUA figura na quinta posição deste ranking, com 24,6% de retorno anualizado, enquanto o NB Acções América, da GNB Gestão de Ativos, o Millennium Acções América, da Millennium Gestão de Activos, e o Santander Acções América, gerido pela Santander Asset Management, se posicionam praticamente nos últimos lugares do ranking.

10 fundos mobiliários nacionais mais rentáveis nos últimos 12 meses

Fundo

Gestora

Rentabilidade anual  (%)

Montepio Euro Telcos

Montepio Gestão de Activos

27,9%

Montepio Euro Healthcare

Montepio Gestão de Activos

26,2%

BPI América - Categoria D

BPI Gestão de Activos

25,2%

Caixagest Acções Japão

Caixagest

24,6%

Caixagest Acções EUA

Caixagest

24,2%

Montepio Euro Financial Services

Montepio Gestão de Activos

22,5%

NB Ações América

GNB Gestão de Ativos

22%

Millennium Acções América

Millennium Gestão de Activos

20,8%

Santander Acções América

Santander Asset Management

20,7%

NB Momentum

GNB Gestão de Activos

20,5%

Fonte: APFIPP, 14 de agosto 
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos