25% dos fundos de ações em Portugal investem apenas no mercado doméstico


1.032 milhões de euros era o valor gerido pelos fundos de ações em Portugal, no final do ano passado, segundo os dados da EFAMA publicados pela APFIPP, num total de 55 produtos de investimento. Desses, 272 milhões de euros fazem parte dos fundos de ações nacionais em que a EFAMA contabiliza apenas 14 produtos, ou seja, 25% de todos os fundos de ações.

Comparando com alguns países, Portugal apresenta um número total de fundos de ações nacionais mais pequeno do que países como Espanha, Itália ou Grécia. No entanto, em termos percentuais fica à frente da Itália, já que neste país a percentagem é de 13%. Já o país vizinho tem 356 fundos de ações nacionais dentro dos 1.034 fundos de ações o que representa cerca de 34% do mercado dessa categoria de produto. Nestes quatro países, a Grécia é o único que tem mais de metade dos fundos de ações investidos apenas em companhias helénicas.

Valor sob gestão segue a mesma tendência

Em relação aos valores geridos, Portugal é o país que tem, em termos médios, o valor mais baixo dos quatro, no que toca ao património sob gestão nos fundos de ações nacionais. Em média, cada fundo de ações nacionais em Portugal tem 19,4 milhões de euros sob gestão, enquanto na Grécia e em Espanha o valor situa-se em 35,45 e 37,11 milhões, respetivamente. À frente deste ranking aparece a Itália com um valor médio de 125 milhões de euros.

Valor gerido bate recorde

No final do ano passado existiam mais de 6.462 mil milhões de euros em ativos sob gestão na União Europeia, segundo a EFAMA. Este é o valor mais alto de sempre, no final do ano, no que toca aos valores sob gestão que tem subido desde do final de 2012. Desde o início do milénio o valor quase que duplicou.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos