2012-2015: quais os melhores fundos de curto prazo?


Os fundos de curto prazo em Portugal representam sensivelmente 800 milhões de euros em património. Esses produtos, segundo a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – investem em “activos de elevada liquidez, sendo que mais de 50% dos activos em carteira devem ter prazo de vencimento residual inferior a 12 meses”, sendo que até ao final do ano passado eram conhecidos como Fundos de Tesouraria.

A Associação contabiliza nove produtos nestas condições, embora um deles seja identificado na categoria de “outros fundos”. Esta situação deve-se ao facto do produto, num determinado período nos últimos doze meses, ter mudado ligeiramente a sua política de investimento.

De todos os fundos, aquele que regista melhor resultado nos três anos anteriores ao final de outubro é o Dunas Banco BIC Tesouraria denominado em euros, que é da responsabilidade da Dunas Capital. A gestão do fundo que atinge uma uma valorização de 1,94% é realizada por Pedro Alves e Pedro Fernandes que no total gerem um património de cerca de 45 milhões de euros. Relativamente ao processo de escolha dos ativos que compõem esta carteira, Pedro Alves afirmou no final do ano passado à Funds People que "a seleção de ativos numa perspetiva de curto prazo depende da aversão ao risco em cada momento, do perfil de risco-retorno a nível individual e do ‘fit’ na carteira”. Entre os maiores investimentos encontramos dívida corporativa de empresas como o BCP ou ainda dívida estatal de países como, por exemplo, a França.

Muito perto da liderança surge o Banif Euro Tesouraria. A APFIPP classifica-o em “outros fundos”, embora este seja um fundo que investem em ativos de curto prazo. Nos últimos três anos regista uma rendibilidade de 1,91% e é da responsabilidade da Banif Gestão de Activos. Trata-se de um fundo cinco estrelas por parte da Morningstar. Entre os maiores investimentos encontra-se divida de empresas como a Caixa Geral de Depósitos e a Semapa, além de alguns depósitos a prazo.

A fechar o top3 figura mais um fundo com um retorno acima de 1,5%. É ele o Patris Tesouraria da Patris Gestão de Activos. No último triénio a sua rendibilidade é de 1,57%. Este fundo - com um volume sob gestão de cerca de 8 milhões de euros - foi o mais rentável do segmento, a um ano, durante o verão passado. No final do primeiro quarto deste ano, em conversa com a Funds People, da Patris Gestão de Activos sublinhavam que o entendimento dos emitentes é essencial para o sucesso do produto. Falavam das “ferramentas sólidas de análise fundamental”, mas também do “conhecimento profundo dos emitentes”.

Mais um par com mais de 1% de ganhos

Dos restantes fundos, existem mais dois que conseguem registar uma rendibilidade anualizada superior a 1% nos últimos três anos: o NB Tesouraria Ativa e o Popular Tesouraria.

O primeiro é gerido pela GNB Gestão de Ativos e regista uma valorização de 1,47%. O fundo gere mais de 51 milhões de euros e nos maiores investimentos em carteira encontramos depósitos à ordem e dívida corporativa e soberana. Olhando para o último relatório disponibilizado pela gestora, referente ao mês de setembro, da entidade mostravam-se optimistas. Pode ler-se no documento que as “perspetivas para o fundo (são) positivas” embora sem grandes mudanças no que toca à volatilidade. Afirmavam, também que “na maioria dos ativos de obrigações, as yields já permitem retornos a médio prazo interessantes. Ainda assim, os fortes dados de crescimento nos Estados Unidos podem vir a antecipar o aumento das taxas de juro americanas”.

Já o fundo da Popular Gestão de Activos regista uma valorização de 1,29%. O produto gere mais de 15 milhões de euros e na carteira, entre os maiores investimentos, encontramos dívida estatal e corporativa, além de depósitos à ordem. Este fundo é o melhor da categoria em 2015.

Os fundos curto prazo nos últimos três anos

FundoGestoraRendibilidade 3 anos
Dunas Banco BIC Tesouraria ADunas Capital1,942
Banif Euro Tesouraria *Banif Gestão de Activos1,913
Patris TesourariaPatris Gestão de Activos1,574
NB Tesouraria AtivaGNB Gestão de Ativos1,473
Popular TesourariaPopular Gestão de Activos1,298
MNF Euro Tesouraria **Lynx Asset Manager0,750
Millennium LiquidezMillennium Gestão de Activos0,715
Montepio TesourariaMontepio Gestão de Activos0,603
BPI LiquidezBPI Gestão de Activos0,561
Santander MultiTesourariaSantander Asset Management0,375
Fonte: APFIPP no final de outubro
* Categoria: Outros fundos da APFIPP
** Não surge na categoria curto prazo da Associação
Empresas

Próximos eventos