Tags: Negócio | ETF | Europa |

15 anos de ETFs na Europa, com os detalhes de fluxos no primeiro trimestre deste ano


O último Blackrock Global ETP Landscape é especial. Para além da habitual síntese do mês no que diz respeito aos ETFs, desta vez comemora-se também uma importante ‘efeméride’. Celebram-se quinze anos que os Exchange Traded Funds entraram na Europa e, por isso, a BlackRock relembra não só a incursão neste produto, mas também algumas perspetivas futuras.

Lembram que atualmente existem 2.269 Exchange Traded Products na Europa, listados em 22 países do continente, a cargo de 45 fornecedores distintos. Rachel Lord, Head of EMEA iShares, refere que “os ETFs domiciliados na Europa continuam a crescer rapidamente, apesar das incertezas económicas e geopolíticas. Na verdade, o crescimento nas captações dos ETFs da Europa é mais elevado do que a média global, e a Europa dá o maior contributo para o tamanho e a boa forma do mercado global”. A gestora internacional prevê por isso, que os ETFs europeus ultrapassem em meados de 2019 a fasquia de 1 bilião de dólares.

Rachel Lord reforça ainda “o crescimento proveniente dos investidores que anteriormente já  entravam em produtos que negoceiam ‘over-the-counter’, e que estão a mudar para os ETFs, pela primeira vez, por causa da liquidez e dos baixos custos”.

1.º trimestre: fluxos de 97,2 mil milhões de dólares

No que diz respeito ao mês de março, a BlackRock conta que nesse período os fundos cotados globais receberam 36,1 mil milhões de dólares, o que contribui para uma soma interessante no primeiro trimestre de 2015. Os ETFs globais captaram nos três primeiros meses do ano 97,2 mil milhões de dólares, o triplo do que foi alcançado no mesmo período de 2014.

Praticamente a totalidade das captações nos ETFs couberam aos fundos de ações de mercados desenvolvidos fora dos EUA, com um novo record a ser assumido pelos produtos com exposição europeia, de 14,8 mil milhões de dólares.

Os ETFs do velho continente voltaram a alcançar mais uma marca, já que o primeiro trimestre do ano é o quarto melhor de sempre para a indústria de Exchange Traded Funds europeus. Em março os fundos cotados do velho continente conseguiram entradas de dinheiro de 7,6 mil milhões de dólares, o que elevou para 34,2 mil milhões as captações destes produtos no primeiro trimestre de 2015

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos