Tags: Negócio | Europa |

11 biliões de euros: a marca superada pelos Fundos UCITS e non-UCITS


A informação divulgada pela EFAMA relativamente à indústria europeia de Fundos de investimento no terceiro trimestre de 2014 dá conta de um record importante. No período descrito, o valor conjunto dos ativos geridos por Fundos harmonizados  (Fundos UCITS) e Fundos não harmonizados  (Fundos non-UCITS) ultrapassou, pela primeira vez, a marca dos 11 biliões de euros, terminando assim o trimestre com um total de 11.057 mil milhões de euros.

Captações dos Fundos UCITS em máximos

Os Fundos UCITS registaram um aumento das entradas líquidas para os 130 mil milhões de euros, o que configura uma subida em relação aos 126 mil milhões de euros observados no segundo trimestre de 2014. Este foi o terceiro trimestre consecutivo em que as subscrições líquidas dos Fundos UCITS ultrapassaram o limiar dos 100 mil milhões de euros.

Até ao momento, em 2014, os Fundos UCITS atraíram um total de 405 mil milhões de euros em subscrições líquidas, mais do que duplicando os 178 mil milhões de euros de entradas líquidas registados no mesmo período de 2013.

Olhando apenas para os fundos UCITS de longo prazo – ou seja excluindo os Fundos de Mercado Monetário – há que registar um elevado nível de entradas líquidas, que no trimestre se somaram em 117 mil milhões de euros, mas que ficam aquém dos 148 mil milhões de euros observados no 2.º trimestre.

Ativos geridos sobem nos harmonizados e não harmonizados

O  total de ativos geridos por fundos UCITS aumentou 4,3% no terceiro trimestre, atingindo os 7.807 mil milhões de euros no final de setembro. Já a soma dos ativos geridos por Fundos non-UCITS foi de 3.250 mil milhões de euros, o que compõe um crescimento de 3,1% no período em análise

 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos