1.º trimestre chegou ao fim: quais os 25 fundos de ações mais rentáveis?


Esta análise é constituída pelos produtos que nos últimos tempos se podem apelidar de “suspeitos do costume”. Os fundos de ações que mais se destacaram no primeiro trimestre do ano têm sido parte integrante de outras listas, onde não se efetuam destrinças em termos de categoria, tanto no primeiro trimestre do ano, como somente no mês de março.

Dos cerca de 60 fundos de ações disponíveis no mercado nacional, os 25 mais rentáveis nos primeiros três meses do ano, segundos dados da Morningstar Direct do final de março, mostram o que já seria óbvio: a bolsa nacional é “rainha” e impulsionou os fundos  que têm como universo de investimento o mercado português.

De certa forma pode dividir-se este universo de 25 fundos em dois grupos: os que conseguiram alcançar um retorno superior a 20% no período e os que ficaram abaixo desse patamar.

13 fundos acima de 20% de retorno no primeiro trimestre

A lista de 13 ‘sortudos’ que após os meses de janeiro, fevereiro e março alcançaram resultados superiores a 20% de rentabilidade, é liderada pelo Millennium Acções Portugal, da Millennium Gestão de Activos, que alcança 28,31% de retorno no período. Segue-se o Barclays FPA, gerido pelo Barclays Wealth Managers Portugal, cujos ganhos são de 27,85% nos primeiros três meses do ano.

No último lugar do pódio “senta-se” um fundo da Santander Asset Management. É ele o Santander PPA, que alcança 26,05% de performance. Segundo as informações disponibilizadas pelo site da Morningstar, com data de fevereiro, as carteiras dos três fundos têm em comum, nas cinco maiores posições, o investimento num futuro sobre o PSI-20 e o investimento na cotada financeira BCP.

Como se pode verificar na tabela abaixo, os restantes fundos com ganhos superiores a 20% no período investem maioritariamente na bolsa nacional, há exceção de um. Trata-se do Caixagest Acções Japão, gerido pela Caixagest, e que nos três primeiros meses do ano consegue 20,23% de rentabilidade. Saliente-se que o Japão, mais concretamente a bolsa nipónica, é, para alguns especialistas, considerada um foco importante de investimento, mais concretamente neste segundo trimestre do ano. 

Nome Gestora Rentabilidade no primeiro trimestre (%)
Millennium Acções PortugalMillennium Gestão de Activos28,31
Barclays FPABarclays Wealth Managers Portugal27,85
Santander PPASantander Asset Management26,05
Invest AR Médias Empresas PortugalInvest Gestão de Activos 25,98
Caixagest PPACaixagest 25,50
Banif Acções PortugalBanif Gestão de Activos 25,40
BPI Poupança Acções (PPA)BPI Gestão de Activos 24,98
BBVA PPA Índice PSI 20BBVA Gest 23,81
NB Poupança Ações PPAGNB Gestão de Ativos23,44
Caixagest Acções PortugalCaixagest21,23
Santander Acções PortugalSantander Asset Management 20,85
BPI PortugalBPI Gestão de Activos 20,83
Caixagest Acções JapãoCaixagest 20,23
Fonte: Análise Funds People, a partir dos dados disponíveis na plataforma Morningstar Direct, de 31 março 

.... os restantes fundos que compõe a análise

Na restante lista dos 25 fundos de ações com melhor desempenho, alarga-se, de certa forma, o investimento que os produtos efetuam. Para além da bolsa nacional, há espaço para fundos que investem em empresas financeiras, nas bolsas europeias ou até no sector da saúde.

Nome GestoraRentabilidade no primeiro trimestre (%)
NB Portugal AçõesGNB Gestão de Ativos 19,46
Montepio AcçõesMontepio Gestão de Activos15,68
BPI IbériaBPI Gestão de Activos 15,67
Montepio CapitalMontepio Gestão de Activos15,56
Montepio Euro Financial ServicesMontepio Gestão de Activos 15,55
Millennium EurofinanceirasMillennium Gestão de Activos15,40
Montepio Euro HealthcareMontepio Gestão de Activos 15,40
Caixagest Postal AcçõesCaixagest 15,25
Caixagest Acções EuropaCaixagest15,19
NB Ações EuropaGNB Gestão de Ativos 15,01
Montepio Acções EuropaMontepio Gestão de Activos14,52
Fonte: Análise Funds People, a partir dos dados disponíveis na plataforma Morningstar Direct, de 31 março
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos